Seguir uma carreira: Dar a cara à tapa ou já ter Feeling para “a coisa”? Eis a questão!

Eu sou uma pessoa muito observadora. Costumo observar as pessoas, o ambiente em que estou e traçar um perfil psicológico comum dos integrantes do meio social em que frequento. Não poderia ser diferente, fiz isso na faculdade.

Existe um despreparo emocional, racional e profissional de boa parte das pessoas que buscam uma faculdade, e isso é visível nos mais jovens. As pessoas estão buscando uma profissão sem preparo, sem conhecimento e o pior, sem ter feeling.

Ter feeling é sensibilidade, é saber identificar as coisas, é compreender e assimilar situações com facilidade. Isso não se ganha em curso algum. Se você sabe que possui aptidão para uma determinada área, tudo nela será mais fácil. Já dizia Daniel Godri que “uma pequena ideia pode dar um grande resultado”. Feeling não se adquire na faculdade, está entranhado em você. Cursos superiores te dão técnica, mas um profissional com excelência em técnica sem feeling não é nada. Tenha grandes ideias, desenvolva o potencial que você já possui, e se não possui este potencial, não siga a carreira, procure aquilo que sabe que possui feeling.

Por que Godri?

“Ficar Rico” possui milhares de sentidos. Pensar grande, ter grandes ideias depende mais do feeling que você possui do que a formação profissional que você tem.

Godri – Fique Rico uma pequena ideia pode dar grandes resultados

Percebi que boa parte dos meus colegas da faculdade que fazem o curso de Design Gráfico + Web Design nem dominam direito o computador. Alguns nem sabiam o que significava compactar e descompactar arquivos, nunca tinham se aventurado em programas como Photoshop, Corel, Illustrator, Dreamweaver, In Design e nem sabiam direito o que significava HTML e CSS. Estes não tinham feeling e colocaram suas caras à tapa sem realmente gostar, sem amar aquilo que faz.

Observe mais antes de tomar uma decisão

Observe mais, analise mais suas opções, saiba o que é o território que você está pisando. Fique Rico, mas fique rico acima de tudo mentalmente, seja um gênio buscando conhecimento. Busque o seu feeling.

Fracassar não é vergonha. Vergonha é não conhecer a si mesmo e desconhecer todo o potencial que possui.

Agradecimentos:

Quero agradecer ao Paulo Henrique pois este artigo não seria possível sem ele. A ideia de falar sobre isso partiu dele em uma conversa informal, com base naquilo que observei e analisei. Obrigada Paulo!

Bella Felix

facebooktwitterlinkedin

Cursando Design Gráfico, blogueira, pseudo-escritora, viciada em RPG e animes, desenha e devora livros. Autora dos blogs Pink Skull Design e The Black Element.